Início > Alunos 6ª 1/2010 > Olimpíada da Língua Portuguesa 2010

Olimpíada da Língua Portuguesa 2010

Os poemas aqui selecionados são parte do material produzido nas oficinas realizadas para a Olimpíada da Língua Portuguesa “Escrevendo o futuro”. Os textos são dos alunos da 6ª série 1 e demonstram o amadurecimento na escrita de textos complexos, em especial na escrita da poesia.

Um sonho que tive

Leonardo Lemos

Aqui o lugar é lindo, muito bonito…

Aqui tão calmo que não se ouve nada!

Tão calmo que não se ouve um grito.

Realmente, aqui é o lugar que eu sempre quis estar!

 

Tudo é calmo, até o ar!

É um lugar sereno de muita paz!

As flores abrem, beija-flores já estão lá…

Macieiras e roseiras fazem você delirar.

 

Até o ar é mais fácil de respirar!

Às vezes fico pensando, se aqui é o lugar?

Penso, penso, penso sem nenhuma conclusão tirar.

 

Às vezes me entristeço pois sei que aqui não posso estar.

Pois é apenas um sonho que tive…

Que agora está perdido no ar.

 

 Vivo no céu

Felipe Flores

Céu, tantas coisas faço e

Encontro aqui.

Fico muito triste quando saio daqui.

 

Brinco com a nuvem a flutuar

Ela parece de algodão

O sol neste lugar

Esquenta o coração.

 

Lua, tão bonita na noite eu te vejo

Olhe! – Uma estrela cadente,

Faça um desejo.

 

E a noite quando vou dormir

Olho as estrelas perto de mim

E começo a sonhar.

 

Cidadezinha

Eduardo Henrique

Passei por uma cidade

Bela, olhei, uma graça

Um lugar onde viverei

Por nada trocarei.

 

De longe venho perdido

Cismando um vasto mundo

Que todos podem morar.

 

De uma janela posso ver

O mundo cheio de esperança

Um dia cheio de alegria.

 

Que lá quero viver

Com meus filhos

E ter uma imensa família.

 

Minha cidade

Kamila Rochinski

Minha cidade era tão bela no passado.

e…cheia de graça no presente.

Mas coitadinha população

Cansada por causa da idade.

 

Para onde olhar?

Lugares bonitos

Que só cabem

Em meu olhar!

 

Os pássaros no céu

Cantam sem parar

Para o dia que vai chegar…

 

Tanto lugar bonito

Para morar, mas escolho

Blumenau para sempre ficar!

 

Lugar onde eu vivo

Juliana Imaculada

Na minha casa

Tem cachorro

Tem animais com asas

Tem um belo carro.

 

Na rua que eu moro

Tem muito morro

O passarinho canta num só coro

E mais depressa eu corro.

 

No meu bairro

Tem a minha escola

E tem barro

E as pessoas tomam coca-cola.

 

Tenho muita sorte de ter nascido

Neste bairro muito lindo.

 

Minha rua

Vanessa Bornhofen

A minha rua é como uma serpente

Sinuosa e como uma rosa.

A minha rua tem homens trabalhando,

Feito os passarinhos atentos olhando.

 

A rua é bonita, e é também muito tranquila.

A minha rua tem um rio.

Na minha rua tem uma casa,

Igual a um pássaro sem asas.

 

Na casa do vizinho, tem na frente,

O passarinho. Passarinho feliz bateu asas

Saiu, mas quase caiu.

 

Quando chego na minha rua, vejo

Uma casa. A casa é grande e o jardim

Também tem várias flores, várias árvores.

 

Moradia

Danielly Bohringer Feuzer

Em minha moradia…

Que está sempre em meu dia-a-dia

Muitos gatos, pássaros e cães,

E na padaria muitos pães.

 

– Bom dia! Para todos os meus vizinhos e amigos…

E meus inimigos?

Não tenho nenhum.

Todo dia eu cumprimento um a um.

 

Em meu jardim

Muitas plantas, árvores e flores

Inclusive um lindo jasmim.

 

Em frente a minha casa…

Um lago cheio de patos,

E ao lado, uma loja de sapatos.

 

 Minha estrada

Amanda Karoline Pering

A estrada onde eu vivo é uma serpente.

Tão bonita que nem se acha quente.

A mata é fechada, úmida e perigosa

E as pontes são de madeira boa.

 

De noite a lua ilumina a rua tão bela.

Nenhum instante os passarinhos param de voar.

As casas do lado dos ranchos com animais.

O latido do cachorro é um rugido.

 

E eu feliz em morar nesse lugar.

Os gatos miam, miam toda hora.

A luz cai de vez em quando no dia.

 

Os pássaros cantam toda hora.

E eu louvo muito por isso.

Aqui tudo é bom e ótimo.

 

 Sol e lua

Leandro Boaventura

Vida linda de ter

Só que isso é difícil de entender

Acordar de manhã para ver o sol brilhar

Mas o sol eu não consigo ver

Não entendo o espaço que consegue ficar.

 

O luar!

Ele é lindo feito bola de neve

Só que muito maior

O lugar onde eu vivo

A rua é uma serpente

Fica toda torta de repente.

 

Lugar onde ficar?

O sol e a lua

Se juntar faz chuva

Mas o sol brilha mais que a lua.

 

Os dois se batem até que

O lugar onde eu vivo

Com o sol ao raiar e o brilho da lua ficar!

 

Moro aqui

Jessica Ballock

Numa rua não tão grande

Calma é sua vizinhança

Tão amiga da esperança

Vizinhos de grande confiança.

 

Em minha casa amarelinha

Tem um pássaro na gaiolinha

Cantando na varandinha.

 

Cantando até de tardinha

Quando fica noitinha

O pássaro olha pela gradinha

Fica triste e quer ir pra natureza.

 

Voando até o amanhecer

Fazendo uma família

Para conviver.

Anúncios
Categorias:Alunos 6ª 1/2010
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: